2 de fev de 2014

Baba ganoush de jiló e chips de jiló assado me converteram

Não sei vocês...mas aqui em casa o jiló nunca esteve entre os ingredientes favoritos da minha lista de compras...
Mais que isso, não fazia parte da minha rotina culinária - se posso assim dizer...
Poderia atribuir a falta de hábito familiar em preparar jiló (qualquer que fosse o tipo de preparo), entretanto há outros tantos ingredientes que não eram frequentemente utilizados na minha família, e que hoje eu uso com frequência na minha cozinha.
E então, na vontade de desafiar o padrão pré estabelecido (pela "tradição" e pela sociedade - vamos combinar que jiló não é algo comum da nossa mesa..) certa vez eu comprei o bendito jiló pra fazer...

"tá aí.. não curto jiló... muito amargo"....Oficialmente me declarei "não amante do jiló".
Tempos depois uma amiga comentou sobre uma farofa de jiló que ela comeu e estava muito boa. Dei mais uma chance para o jiló....não fui muito feliz... comi... mas não foi a melhor coisa do mundo..
Prestes a desistir (do jiló)... ouvi de uma amiga, que ouviu num programa sobre alimentação infantil (captou!?rsrs), que a nutricionista do programa dizia para as crianças algo do tipo " como você pode dizer que não gosta disso se você não prova todas as opções"... ou seja..há vários preparos para uma determinada coisa.
Foi aí que eu resolvi abraçar a causa como uma criança...hahaha... quando ia no mercado, comprava jiló (não sempre... mas quando pintava um jeito novo de comer o trem)! E foram esses dois tipo de jiló que me converteram! Daí meu post da conversão pela aceitação do jiló! ;) rsrs

Vou ser sincera que não tem jiló toda semana na minha mesa... mas já é algo que eu incluo na lista de compras! Até o momento, só esses dois jeitos de fazer jiló me agradaram.... vou continuar a testar outros modos de preparo! Ah, se você tem um jeito gostoso de preparar jiló, me passa por favor, vou querer provar! Até lá, eu recomendo que você tente abrir seu coração, ou melhor seu paladar para o jilózinho! hehehe
A primeira receita (o baba ganoush) me inspirei no Claude Troisgros!Tinha como dar errado!? O cara é bom o bastante para me fazer gostar de jiló! Olha que tudo de bom! rs Adaptei com os ingredientes que tinha em casa e fiz essa versão:

Baba ganoush de jiló
Ingredientes

*para tirar o amargor do jiló: coloque o jiló em 500ml de água com 2 limões espremidos e um pouco de sal. Deixe por uns 30- 40 minutos.
4 jilós médios
1 colher de café de mel
suco de 1 limão grande (ou de 1 e 1/2)
30 ml de azeite
pimenta calabresa a gosto
sal a gosto

Preparo:
Escorra o jiló e esprema para tirar bem o líquido. Coloque os jilós em assadeira com azeite e leve ao forno a 180oC por cerca de 40 minutos.
Quando estiver pronto, retire do forno e deixe esfriar. Retire a polpa do jiló com ajuda de uma colher.
Misture os demais ingredientes, deixando o limão por último.
Guarde na geladeira até a hora de servir.

O gostinho de limão fica bem presente, muito bom! Colocar hortelã picadinha fica ótimo! Agora vem o chips de jiló! Esse não tem muito segredo, fiz a pedido do marido,e deu super certo! Ele praticamente comeu o prato todo sozinho! rs

Chip de jiló assado (vegana)
Ingredientes

jiló
azeite
sal
pimenta-do-reino moída na hora

Preparo:
Corte o jiló em fatias finas e deixe na água com limão (ou vinagre) por cerca de 30 minutos.
Escorra e esprema bem (eu dou uma pressionadinha com o papel toalha pra ficar mais sequinho ;)
Coloque as fatias de jiló numa assadeira, regue azeite e coloque o sal e a pimenta a gosto. Dê uma misturadinha básica e leve para assar em forno médio até ficarem douradinhos.

Uma ótima semana para todos!
Beijos Fê

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Ahhh, minha dica é jiló com fígado bovino, fica ótimo!

      Excluir